Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Sofi Plus Four

O meu nome é Sofia, mãe de 3 filhos, coração do Norte e a viver em Lisboa há uns anos. Somos uma família de 5, animada e destemida, sempre prontos para viajar e viver novas aventuras. Home is where my family is.

Sofi Plus Four

O meu nome é Sofia, mãe de 3 filhos, coração do Norte e a viver em Lisboa há uns anos. Somos uma família de 5, animada e destemida, sempre prontos para viajar e viver novas aventuras. Home is where my family is.

20
Nov20

Fins de semana de emergência (parte II)

Olá a todos!

Como prometido hoje deixo-vos as minhas sugestões para alguns programas no Porto nestes fins de semana de semi confinamento mas em que ainda se podem fazer alguns programas e passeios, com cuidado e em segurança. Deixo-vos também mais umas dicas de programas giros para fazerem em casa!

Fora de casa:

  • Um belo passeio matinal no Parque da Cidade (o pulmão da cidade do Porto). Levem bola, as bicicletas, trotinetes ou patins e aproveitem as manhãs do fim de semana, que se prevêem de sol, ao ar livre. Se forem cedo podem até fazer um picnic bem cedo (estilo brunch)! 
  • Visitar o Parque Biológico de Gaia. Quando viviamos no Porto era um dos nossos locais preferidos de passeio ao fim de semana. O parque está aberto até à 13h! Garanto-vos que vai ser uma manhã bem passada!
  • Por as pernas a mexer e fazer um passeio por uma das inúmeras ciclovias do Porto. Um dos mais bonitos é claro à beira rio. Podem sair do Parque da Cidade e seguir até à Ribeira (se as pernas aguentarem!). Deixo-vos um link com a indicação das várias ciclovias da cidade. http://www.ciclovia.pt/ciclovias/1norte/3porto/porto/porto.php
  • Das 10h à 13h podem também visitar o Museu e Jardins de Serralves. Este é um dos nossos locais preferidos na cidade. Percam-se nestes jardins maravilhosos que já foram os jardins privados de uma das casas mais bonitas da cidade do Porto e subam ao Treetop walk um passadiço no topo das árvores para terem visão única destes jardins únicos! Se forem com crianças passem pela quintinha para os pequenos Moglis visitarem os animais, pelo jardim das aromáticas e pelo prado. 

Claro que há milhares de coisas para fazer na cidade mas nestes fins de semana de semi-confinamento, aproveitando o tempo abençoado dos próximos dias, a minha opção é claramente a de passar as horas que temos de "liberdade" ao ar livre, encher os pulmões de ar puro, rodera-me de verde e pôr as pernas a mexer antes de "recolher novamente ao ninho" com a situação actual impõe.

Dentro de casa:

  • Depois de tanto passeio vão chegar a casa esfomeados e provavelmente sem grande vontade de cozinhar (pelo menos para o almoço). Aproveite os 1001 locais que estão a fazer entrega em casa (directamente ou através da Uber eats). Dica: Se vos apetecer uns petiscos da Casa Vasco, uma pizza, pasta ou risotto do Porta Rossa ou um sushi do Terra qualquer um destes espaços está a fazer entregas em casa;
  • Brunch ao domicílio: peçam um dos deliciosos brunchs do Nicolau Porto ou da Camélia Brunch Garden! Vai-vos saber muito melhor voltar a casa com as deliciosas opções de brunch de qualquer um destes locais!
  • Deixo-vos também aqui o link do post da semana passada com várias ideias de programas giros para distrair a família toda. https://sofiplusfour.blogs.sapo.pt/fins-de-semana-de-emergencia-6995?view=9811#t9811
  • Se tiverem filhos pequenos aproveitem para escrever as cartas ao Pai Natal com todos os pedidos dos pequenos pestes para o sapatinho e com uns desenhos lindos para deixar o Senhor do Pólo Norte todo contente!
  • Um momento de leitura em que cada um pega no seu livro preferido (é uma forma óptima de terem nem que seja uns minutos de sossego!)
  • Jogos tradicionais: quem se lembra o jogo do macaquinho do chinês, ou do "rei manda"?. O que é preciso é imaginação e pôr os pequenos Moglis a mexer. Se gastarem muita energia,  à noite depois dos pestes irem dormir podem fazer um jantar romântico a dois!
  • Escolham uma playlist e façam uma "dance party" caseira! Quem dança também seus males espanta!

IMG_20191023_152432.jpg

IMG_20191023_153138.jpg

IMG_20191024_153921.jpg

Fiquem bem e seguros! Estes meses estão a ser difíceis mas se há algo positivo a retirar disto tudo é o tempo adicional que temos para estar em família e para "inventar" estes programas que em tempos normais parecia que nunca tinhamos tempo para fazer!

E seja dentro ou fora de casa, divirtam-se e dediquem tempo a cada um de vocês!

bjs

Sofi

13
Nov20

Fins de semana de emergência!

Olá a todos!

Estes novos tempos exigem alguns cuidados mas tal não implica deixarmos de planear alguns programas que façam sentido e aproveitarmos aquilo que nestas circunstâncias a nossa cidade ainda nos oferece a nível cultural, de restauração e fazer alguns passeios que com segurança sejam possíveis de fazer agora.

Os próximos fins de semana serão de semi confinamento mas vou deixar-vos aqui algumas ideias para que sejam fins de semana cheios de programas e diversão dentro e fora de portas:

Neste primeiro post vou concentrar-me em programas na zona de Lisboa e no próximo fim de semana vou deixar-vos dicas para o Porto.

Dentro de casa:

  1. Antecipem o espírito natalício e façam as vossas decorações de Natal. Estamos todos a precisar de um "boost" de espírito positivo, de luzes e cânticos de natal, de encher os nossos corações da magia da época. Nós vamos fazer as nossas já no próximo fim de semana e cá em casa é um "xitex" e um programa que envolve várias playlists de músicas de Natal e a família toda a trabalhar seguida de um lanche normalmente com direito a maravilhosas taças de fumegante chocolate quente;
  2. Joguem jogos: vão buscar os Monopólios, as cartas, as damas, os Party and companies e companhia, jogos de mímica e passem uma tarde a jogar jogos de tabuleiro. É uma forma divertida de passarem umas boas horas em família e afasta os miúdos dos videojogos!
  3. Uma sessão de karaoke para desepero dos vizinhos anima qualquer tarde ou noite!
  4. Atacar a lista de filmes e séries que têm para ver e ainda não tiveram tempo, com direito a enormes taças de pipocas, claro ;
  5. Cozinhar: seja fazer bolos, bolachas ou receitas inventivas que envolvam a família é sempre um programa divertido. Façam por exemplo uma noite temática (seja para cozinharem ou para pedirem take away) com decoração e, se tiverem, roupa a condizer)...vão ver como é divertido!

 

Fora de casa:

  • Aproveitar as manhãs e fazer umas caminhadas (seja sozinho (a) ou em família). Há vários locais onde é possível fazer uma revigorante caminhada com tranquilidade e sem grandes enchentes de pessoas. E lá melhor para ganhar energias para mais uma semana do que respirar ar puro, rodear-se de verde, de mar, dos sons da natureza? Vá lá, saiam da cama mais cedo, deixem a preguiça na cama e vão ver que não se arrependem. Depois podem sempre dormir uma sesta (a ordem não é ficar em casa a partir da 13h?)

Algumas ideias de locais para fazerem umas belas caminhadas:

  • Percorrer as Dunas da Cresmina (no Núcleo de Interpretação das Dunas da Cresmina). eu sou suspeita porque sou mega fã da zona do Guincho mas esta é uma caminhada linda e revigorante. Para acabar em beleza vão até à praia do Guincho para encherem os pulmões de maresia e depois vão almoçar aos cachorros da Boca do Inferno (os melhores cachorros do mundo e arredores!)
  • Passear na Quinta do Pisão; 

    IMG_20200920_163113.jpg

  • Adiantar as compras de Natal no comércio tradicional que adaptou os seus horários para receber os seus clientes nestes fins de semana tão particulares que nos aguardam. Eu adoro as lojas de Campo de Ourique e por isso deixo-vos aqui algumas ideias:

- A Maisena Box;

IMG_20201111_103254.jpg

- A Livraria Baobá;

- A Babycool

- A Mummycool

- A Sigtoys

Privilegiem o comércio tradicional nas vossas compras de Natal deste ano. Há tantos negócios fantásticos que estão a precisar da ajuda de todos nós. Quando fizerem a vossa lista de presentes de Natal lembrem-se das lojas do vosso bairro e, principalmente aos fins de semana, fujam das enchentes dos centros comerciais.

  • Percorrer algumas das ciclovias da bela Lisboa. É um programa fantástico para fazerem sozinhos ou em família. Vão até ao rio Tejo, pedalem pela marginal até onde as vossas pernas deixarem e deliciem-se com as vistas; 
  • E porque os casais também merecem jantar a dois e mais do que nunca nesta altura é preciso "mimar" a relação façam um jantar "à inglesa" aproveitando os descontos happy hour que alguns restaurantes estão a praticar. Esta sexta feira vamos ao Bairro do Avilez. Têm uma happy hour e qualquer pedido feito até às 19h30 tem um desconto de 20% sobre o valor da carta. Lembrem-se que os restaurantes da vossa cidade estão a passar uma fase complicada e estão prontos para vos receber em plena segurança por isso, se puderem, dêem um salto aos vossos espaços preferidos para que quando isto passar eles ainda estejam abertos à vossa espera.

Fiquem bem e seguros!

Sei que, e eu por mim falo, temos dias em que já estamos saturados de tudo isto. Confesso que há dias em que só me apetece atirar as máscaras e gel desinfetante pela janela fora! 

Mas como o que não tem remédio remediado está resta aceitar de peito aberto estas contrariedades e apreciar o que de simples e bom a vida nos traz: uma bela caminhada na natureza ou na praia com o mar a molhar os pés, um jantar e uma bela conversa em família, uma tarde de jogos divertidos....bem, o que vos souber melhor!

Conselho para andarem mais leves e lidarem melhor com o pesado "mundo lá de fora"? Dediquem algum tempo a mimarem-se fazendo, por pouco tempo que seja, algo de que gostem verdadeiramente! 

Bons passeios (se for o caso) e divirtam-se em casa!

bj

Sofi

21
Set20

Paris mon amour!

Quando toda esta pandemia começou ainda tive esperanças de fazer muitas das viagens que tínhamos planeado para 2020 mas depois o raio do vírus foi-nos obrigando a desmarcar todas as viagens em catadupa. A ideia de ainda fazer uma viagem fora de Portugal este ano tornou-se uma miragem.

Mas as melhores surpresas são as mais inesperadas por isso quando surgiu a oportunidade de acompanhar o Pedro este ano numa viagem de trabalho a Paris nem hesitei!

Se tive medo de viajar nesta altura? Sinceramente não. Sabendo que ia tomar todos os cuidados de higiene e distanciamento (possíveis) a que esta situação obriga senti que fazer esta viagem era perfeitamente natural. E depois atendendo ao que nesta fase se sabe sobre a doença, que é pouco, tanto podia apanhar o vírus em Paris como numa ida ao supermercado ao lado de casa.

E desde já deixem que vos diga, se se sentem seguros e têm possibilidades de viajar façam-no mal possam!

É uma oportunidade única e, espero que, irrepetível, de conhecer as cidades com outra aura e calma, sem filas de turistas à porta dos museus e monumentos, sem troleis com rodas a circular aos magotes pelos passeios…enfim, mais “ao naturel”!!

Já não ia a Paris há 15 anos!!!! E perguntam-me porquê? Nem eu sei responder. Visitei inúmeras vezes Paris na infância e adolescência e foi nesta cidade luminosa que eu e a minha cara metade comemoramos o nosso primeiro ano de casada e depois por qualquer razão que não sei explicar não voltamos mais (apesar de termos levado os miúdos à Eurodisney). Fomos visitando outras cidades, outros países, alguns até bem mais distantes e Paris foi ficando sempre “para outra altura”.

E depois de lá ter voltado agora, como me arrependo!

A cidade do amor recebeu-nos despida de turistas mas plena de vida e com todo o seu glamour!

Vou-vos deixar abaixo todas as dicas dos locais mais imperdíveis a visitar e de lojas e restaurantes de tarar para que possam tornar a vossa próxima visita à capital do amor inesquecível!

Locais imperdíveis a visitar:

  1. A esbelta e maravilhosa Torre Eiffel que nos olha majestosa de vários pontos da cidade é claro um ex libris! E se forem ainda nesta fase aproveitem para subir porque não há filas.

Aproveitem para dar um passeio no Champ de Mars. Os jardins são lindos!

IMG_20200908_212107.jpg

IMG_20200910_094936.jpg

 

  1. Os Jardins de Luxemburgo

Que jardim fantástico! Aqui podem dar um passeio, sentarem-se nas cadeiras estrategicamente colocadas em vários pontos do jardim e apanhar uns banhos de sol, comprar o almoço num quiosque e fazer um piquenique no jardim e ficar ali um bocado a ver a vida a passar!

IMG_20200912_124301.jpg

 

  1. Se forem com miúdos, ou mesmo não indo, não percam o Museu de História Natural de Paris localizado no Jardin des Plantes!

    4. Museu Rodin: este museu pequeno e cativante fica localizado mesmo ao pé dos Invalides e vale a pena ser visitado. Aqui podem ver a célebre estátua do Pensador e passear nos belos jardins pintalgados aqui e ali por belas estátuas do artista.

IMG_20200909_102521.jpg

IMG_20200909_103257.jpg

IMG_20200909_105621.jpg

IMG_20200909_104319.jpg

  1. O Museu do Louvre claro. Um clássico e imperdível. Mas cuidado! Como devem imaginar o museu é gigante por isso vejam antecipadamente o que querem visitar exactamente dentro do museu. Dizem que leva toda uma vida a visitar todo o museu por isso como devem ter os dias contados em Paris convém levarem a visita estudada. Quando lá estive também havia zero pessoas na fila para entrar no museu. Chega a ser deprimente. Mas para quem quer visitar sem ficar horas na fila é a altura ideal para o fazer.

IMG_20200910_123623.jpg

Comecem o vosso percurso para o Louvre na Place de la Concorde e depois sigam pelos Jardins das Tulherias até ao Louvre! É um passeio maravilhoso.

IMG_20200910_111020.jpg

IMG_20200910_105528.jpg

  1. Passear no Bairro de Le Marais

Este bairro (onde habitualmente não há enchentes de turistas) e que ainda respira a sua herança judaica é para mim dos mais bonitos de Paris. Super trendy, cheio de bares e restaurantes cheios de pinta, com esplanadas que convidam a ficar, galerias de arte, lojas bohemian chic, joalharias e também, com alguns dos hóteis boutique mais vintage e convidativos de Paris, um dos locais de eleição para ficar a dormir.

Para almoçar foi-nos recomendado por um “local” o Glou Le Marais. Para beber um copo não faltam sítios cheios de onda, mas se quiserem ver o pôr do sol vão ao Le Perchoir.

Passeiem pela Place des Voges e pelas suas galerias repletas de galerias de arte, restaurantes e esplanadas e depois embrenhem-se pelas ruas do bairro.

IMG_20200910_171443.jpg

IMG_20200910_174346.jpg

  1. Tenho que assinalar aqui algumas das pontes mais bonitas e que mais me encantaram em Paris: a Pont des Arts, a Pont Senghor (para mim a mais bonita, podem fazer esta ponte para passarem dos Jardins das Tulherias para o Museu Quais D’Orsay), a Pont de la Concorde (que liga os Invalides ao Grand Palais e ao Petit Palais) para mim são as mais bonitas.

IMG_20200910_101736.jpg

IMG_20200912_153259.jpg

 

  1. Se forem fãs dos pintores impressionistas visitem o Museu d’Orsay. Só pela beleza do edifício já vale a pena!

IMG_20200910_113104.jpg

IMG_20200910_114919.jpg

  1. Montmartre e Sacre Coeur: vale sempre a pena, principalmente nesta época em que não há turistas é uma zona linda para dar um bom passeio e exercitar as pernas com as muitas escadas que levam ao Sacre Coeur. Mas vale a pena o exercício pela vista e pela beleza da Catedral!

IMG_20200911_155440.jpg

IMG_20200911_155304.jpg

  1. Ir ao Pigale e ao Moulin Rouge: o famoso bairro da luz vermelha de Paris tem-se tornado uma zona cheia de onda e movida. Cheia de restaurantes, bares e esplanadas vale a pena uma incursão nocturna.

IMG_20200910_214005.jpg

  1. Calcorrear o Bairro Saint German de Prés: este é um dos bairros mais chics de Paris e ao qual vale a pena irem se tiverem intenções de fazer umas compras em Paris. Vale a pena calcorrear as ruas com casas lindas, cheias de varandas floridas e terraços convidativos e perderem-se nas montras das lojas (para compras não percam a Rue do Bac!!). Mais abaixo já vos indico algumas lojas que podem encontrar nesta zona.

IMG_20200909_112038.jpg

IMG_20200909_120538.jpg

IMG_20200909_130427.jpg

  1. Irem ver como correm as obras de reconstrução da Notre Dame. Apesar de ser triste ver a Catedral tão danificada as obras de reparação já estão em curso e vale a pena ver a bela fachada do edifício que se mantém imponente.

IMG_20200910_153514.jpg

  1. Passear nos Champs Élysées a trautear a famosa música e passar no Arco do Triunfo, na Place de La Concorde, na Place de la Madeleine (aproveitem para visitar a igreja, é muito bonita) ou ser ofuscado pelo brilho das jóias na Place Vendôme, ou babar à frente das montras da boutiques da Rue Saint Honoré.

IMG_20200911_105833.jpg

IMG_20200911_113820.jpg

  1. Era suposto fazermos o Coulée Vert (jardim suspenso construído sobre um viaduto ao estilo da Highline de Nova Iorque). Esta “Promenade Plantée” como também é conhecida fica a cerca de 7 metros sobre as ruas movimentadas e edifícios imponentes de Paris e se tiverem tempo vale a pena a visita! A entrada é gratuita.

Deixei-vos vários locais que considero imperdíveis visitar mas na verdade é muito difícil fazer só um roteiro de Paris. Esta cidade maravilhosa tem inúmeros bairros, ruas, zonas, monumentos que merecem ser visitados e cada visita a Paris permite explorar sítios novos e surpreendentes.

Dicas preciosas:

  1. Até aos 18 anos as entradas nos museus e monumentos são gratuitas!
  2. Levem sapatos bons para andar kms (sapatilhas é o ideal!). Paris é plana mas enoooorme!! Uma boa opção para fazer trajectos maiores são as trotinetes e bicicletas que estão espalhadas por vários pontos da cidade.
  3. Vivam a cidade. Sentem-se numa esplanada e vejam a cidade a passar!

Restaurantes:

Onde fomos:

  1. Café Varenne (ideal para descansar de uma manhã de compras, ou window shopping no bairro de Saint Germain de Prés) este café situado numa esquina da Rue Varenne com a Rue do Bac é o local ideal para observar o buliço da zona. Experimentem o tártaro de novilho! Amei!!

    IMG_20200909_122304.jpg

  2. Chez L’Ami Jean: bistro tipicamente francês com ambiente muito acolhedor. Especialidades que adoramos: terrine de entrada, um estufado de borrego maravilhoso e o rei da lista o arroz doce, de comer e chorar por mais (aconselho a dividirem o arroz doce!)
  3. La Perruche: no rooftop dos armazéns Printemps mesmo ao pé da Ópera de Paris este espaço ganha não só pelo ementa mas também pelo ambiente e pela vista. Fomos beber um copo ainda ao pôr do sol antes do jantar. Digam-me se a vista não é de perder a cabeça?Jantamos também no mesmo restaurante no terraço. Espaço super giro, comida estava óptima. Adoramos!

    IMG_20200909_204952.jpg

    IMG_20200909_203553.jpg

    IMG_20200909_215815.jpg

  4. Loulou: espaço lindo situado no jardim em frente ao Museu de Artes Decorativas! Se forem numa altura com bom tempo marquem com antecedência uma mesa neste espaço super trendy entre os parisienses para almoçar. Mas aviso já arranjar uma mesa não é fácil! Fomos no nosso almoço de aniversário de casamento e foi só o local ideal para comemorarmos essa data tão especial (16 anos!!). Vão com calma e desfrutem do espaço! Não se vão arrepender!
  5. IMG_20200911_120516.jpg

  6. Pinkmamma: este espaço fica na zona do Pigalle e vale pela decoração e pela simpatia do serviço, e pelos preços muito em conta, mas sinceramente o jantar não deixou saudades.
  7. La Condesa: este restaurante com uma estrela Michelin do promissor e já famoso chef Indra Carrillo (e dica de um parisiense) foi o escolhido para o nosso jantar de anos de casados. O menu de degustação é composto por 6 momentos escolhidos pelo chef e cada um deles é uma experiência sensorial completa! As fotos não fazem jus à degustação maravilhosa que nos foi apresentada...perfeito do início ao fim.

Se puderem vão também almoçar à Brasserie Lipp ou ao Les Deux Magots, duas das cervejarias mais icónicas de Paris e também situadas em Saint German de Prés (prefiro a primeira) e visitem o espaço Le Grand Épicerie de Paris (localizado nos armazéns Le Bon Marché) e sentem-se ao balcão da Petrossian com um copo de champanhe numa mão e uma iguaria desta marca na outra.

Shopping spree:

Le Bon Marché: situado na Rue do Bac este armazém é o paraíso para quem procura todas as melhores marcas mas vale a pena mesmo que não pensem em comprar nada visitarem este espaço.

The Conran Shop: loja de design com peças lindas (fiquei lá com os olhos em várias) mas que tem também souvenirs fantásticos para trazerem seja para crianças ou adultos!

Smallable: uma concept store com colecções lindas para criança, adolescente e adulto e peças de design de tarar para casa.

Vejam o site https://en.smallable.com, vão babar!

Byrd: boutique de bijuteria que descobri na Rue de Bac com peças lindas a preços bem razoáveis! Deixo-vos o site também para fazerem a vossa wishlist! https://birdyboutique.fr/.

Enfim....foram 4 dias intensos em que calcorreei uma boa parte da cidade a pé e matei saudades daquela que confirmei que ainda é para mim uma das capitais europeias preferidas! Au revoir Paris! A tout alors!

Depois destes dias idílicos passados na majestosa Paris prometo não passar mais 15 anos sem lá voltar ma chérie. Aliás, já temos uma viagem na manga para fazer com os miúdos que inclui uma ida à Eurodisney e uns dias nesta cidade que já me deixa saudades!

Espero que gostem das dicas!

E se puderem não tenham receio de viajar. Escolham o destino com cautela, informem-se antes mas saibam que ainda é possível viajar em segurança.

Bon voyage!

Sofi

28
Ago20

Ilha Florida (parte II)

E a nossa que aventura na Madeira continua....estas férias foram planeadas como um plano B às férias que estavam traçadas para este ano mas que acabaram por ser tão tão boas. Para provar que muitas vezes do inesperado surgem as melhores coisas!

Desta vez decidimos não alugar carro para todos os dias da estadia porque precisavamos também muito de descansar e por isso planeamos alguns dias para ficar mais pela piscina e praia e o resto da semana para explorar a ilha e fazer pelo menos uma Levada (já vos falo nisso). Alugamos por isso carro apenas por 3 dias. Em alturas normais será melhor levarem já o aluguer do carro tratado antes da viagem mas neste ano em que nada é normal infelizmente a procura de carros é muito mais baixa por isso tratamos disso apenas no hotel.

No primeiro dia partimos do Funchal em direcção a Curral das Freiras e ao miradouro da Eira do Serrado. É tão tão bonito, quer o percurso até lá quer a maravilhosa vista para as majestosas montanhas verdes e sobre a aldeia do Curral das Freiras.

IMG_20200811_113444.jpg

IMG_20200811_114319.jpg

IMG_20200811_110832.jpg

IMG_20200811_111020.jpg

O acesso ao miradouro é feito pela lateral da Estalagem da Eira do Serrado.

De seguida faz sentido ir até ao Miradouro dos Balcões (nota: a Levada dos Balcões é uma das Levadas que vale a pena fazer e que é possível fazer com crianças atendendo ao nível de dificuldade) para mais uma vista de cortar a respiração. Realmente quem está no Funchal não imagina as paisagens que pode encontrar pela ilha fora.

Daqui seguimos até Porto da Cruz onde almoçamos junto à praia. Neste dia apanhamos chuva (no lado norte da ilha o tempo é sempre mais instável) por isso não tenho grandes fotos deste local.

IMG_20200811_133944.jpg

Próxima paragem Santana e as maravilhosas casas que parecem casinhas de bonecas rodeadas de flores.

IMG_20200811_152113.jpg

IMG_20200811_152341.jpg

IMG_20200811_153037.jpg

IMG-20200811-WA0029.jpg

De seguida fomos até ao Miradouro da Vigia e ficamos presos a esta paisagem de encostas verdes recortadas pelo mar que fazem inveja à verdejante Irlanda!

IMG_20200811_162531.jpg

IMG_20200811_162643.jpg

IMG_20200811_162700.jpg

O dia já ia longo e já tinhamos percorrido muitos kms por isso estava na hora de voltar ao hotel para descansar e prepararmo-nos para mais um delicioso jantar.

E nada melhor para terminar um dia de passeio do que umas belas e típicas espetadas madeirenses no famoso restaurante Santo António em Câmara de Lobos. Estavam deliciosas!

IMG_20200811_210506.jpg

O dia seguinte foi também de passeio pela ilha. Atravessamos a ilha até São Vicente e depois daí seguimos até ao Seixal, Ribeira de Janelas e Porto Moniz.

No Seixal descobrimos uma baía linda rodeada de montes verdes a lembrar belas e exóticas paisagens longínquas. Não se assustem com a areia preta. Vale a pena parar e dar um mergulho nas águas calmas da baía e contemplar a paisagem.

IMG_20200812_113532.jpg

IMG_20200812_114757.jpg

IMG_20200812_115125.jpg

IMG-20200812-WA0013.jpg

IMG_20200813_000822_117.jpg

Eu adoro viajar e tenho uma sede imensa de conhecer o mundo mas de facto temos sítios tão giros e paisagens tão maravilhosas aqui no nosso cantinho como em qualquer um dos 4 cantos do mundo e que valem a pena ser descobertos!

Próxima paragem: Ribeira da Janela o spot do surf na Madeira e palco do Madeira Big Wave Festival.

IMG_20200812_125331.jpg

IMG_20200812_125444.jpg

Infelizmente os miúdos não levaram as pranchas além de que o Inverno é a melhor altura para surfar na zona!

Nota: do Seixal até Porto Moniz sigam pela estrada o mais próximo possível junto ao mar. Vale a pena acompanhar a costa recortada pelo mar. É lindo do morrer!

IMG_20200812_131434.jpg

Almoçamos em Porto Moniz na esplanada no topo do restaurante Polo Norte, umas lapas deliciosas e umas saladas para de seguida mergulharmos nas piscinas naturais.

IMG_20200812_135348.jpg

A entrada nas piscinas é paga e nesta fase o número de pessoas que entram é controlado.

Os bilhetes são gratuitos para menores de 3 anos e custam 1,50 euros para pessoas com idade superior a 3 anos. Os estudantes pagam apenas 1 euro. A desinfecção à porta é obrigatória e o uso de máscaras quando a circular fora das zonas de "banhos" também.

O espaço tem duas zonas: a zona de piscinas com água salgada e uma zona de piscinas naturais compostas por rochas vulcânicas onde o mar entra naturalmente. Nesta zona existem escadas para entrar no mar e duas zonas de salto: uma prancha com cerca de 3,5 metros e uma plataforma mais baixa (talvez de 2 metros).

Confesso que não consegui saltar da prancha mais alta (só os "homens" da casa é que saltaram), tentei mas quando comecei a andar na prancha senti-me a prisioneira de um pirata prestes a ser atirada aos tubarões........mas não perdi o salto da plataforma mais baixa. A sensação é fantástica!

Seguimos pelas Achadas da Cruz (que estrada tão bontia!) até à Ponta do Pargo e depois para a Calheta. Se puderem no caminho parem ainda no Paúl do Mar. Podem aproveitar para dar um mergulho no Porto de Abrigo do Paúl do Mar.

Seguimos depois até à estrondosa vista do Cabo Girão! Atenção a plataforma de vidro da qual podem ver toda a escarpa que se estende desde os vossos pés até ao mar não é própria para quem sofre de vertigens!

IMG_20200812_182323.jpg

IMG_20200812_182130.jpg

Aqui além das vista privilegiada sobre o lado sul da ilha descobrimos também um hotel que ficamos com imensa vontade de ir conhecer (mas que na altura ainda não tinha reaberto): o Village Cabo Girão, que sítio giro, que vista magnífica!

Horas de voltar ao nosso porto de abrigo. Neste dia fomos jantar ao restaurante do Savoy o Terreiro Concept. O conceito é de partilha. As entradas e as sobremesas estavam deliciosas. Os pratos não me conquistaram tanto mas o ambiente e o serviço são maravilhosos!

IMG-20200813-WA0001.jpg

IMG-20200812-WA0024.jpg

A Benedita ainda se lambuzou toda com mousse de chocolate! Haverá maior felicidade para uma criança ;) ;)?

No dia seguinte deixamos a Benedita com os meus pais e partimos à aventura bem cedo.

IMG_20200813_074602.jpg

Escolhemos a Levada do Rabaçal ou das 25 fontes. Existem diversas Levadas lindas para fazerem. A escolha de qualquer uma depende do grau de dificuldade que pretendem e do tempo que têm disponível. Além da Levada do Rabaçal vale muito a pena fazer a Levada dos Balcões, a Levada do Alecrim, Levada do Caldeirão Verde, Levada do Pico Ruivo.

Vejam o link abaixo que contém todas as informações que precisam:

https://walkmeguide.com/pt/madeira/trails-list/

Se se sentirem inseguros para fazer uma levada sozinhos têm sempre a opção de contratar um guia. Existem várias empresas que fazem estes percursos. A Madeira Experience é especialista em tours de aventura e podem escolher uma ou mais de uma série de experiências que eles providenciam na ilha da Madeira.

Mas vale muito a pena fazer pelo menos uma das Levadas, embrenharem-se na natureza ao som dos pássaros e do barulho da água, rodeados de verde por todos os lados.

Gostamos imenso da Levada que fizemos, repleta de paisagens lindas e com um final cheio de aventura porque à "tugas" decidimos inventar e por isso no regresso em vez de seguirmos o trilho traçado resolvemos armar-nos em Indiana Jones da Madeira e trilhar um novo caminho. Foi uma aventura que para nós e para os miúdos ficará certamente na memória!

IMG_20200813_105420.jpg

 

 

IMG_20200813_105020.jpg

IMG_20200813_131934.jpg

No final, estourados e cansados estávamos prontos para um resto de dia relaxante no hotel com muitos mergulhos e uma boa sesta!

Fomos jantar a mais um sítio recomendado por um amigo da Madeira, o Clássico. Que vista maravilhosa! Aconselho a - caso apanhem bom tempo - marcarem mesa na varanda e chegarem antes do pôr do sol!

IMG_20200813_203421.jpg

Adoramos o jantar, estava tudo óptimo!

Com as férias a chegarem ao fim na sexta feira decidimos passar o último dia em registo mais "chill" no hotel para aproveitarmos a piscina e o mar e a companhia uns dos outros.

Na última noite todos juntos decidimos repetir um dos restaurantes de que mais gostamos: o Lá ao Fundo porque para nós a velha máxima de "não volte onde já foste feliz" não vale. Mais uma vez foi uma experiência fantástica!

 

Sábado foi dia de despedidas. Nós como só tinhamos voo à noite aproveitamos o dia até à última.

Houve tempo para muitos mergulhos, para comprar uns souvenirs de última hora e ainda para descobrir o "spot" imperdível na Madeira para ver o pôr do sol. A Doca do Cavacas.

Este lugar é um dos tops na lista dos "must see" da Madeira. Aqui têm um complexo balnear com piscina vulcânica natural e entrada directa para o mar e um bar estilo lounge o "Cavacas Beach Bar", o local ideal para um final de dia super "chilled" a beber um copo e a ver o pôr do sol.

IMG_20200815_182939.jpg

Nós optamos por jantar no restaurante do Doca do Cavacas uma parrilhada de peixe maravilhosa, umas lapas para a despedida tudo regado com um bom vinho e um pôr do sol mágico para brindar a umas férias maravilhosas nesta bela ilha florida que foram o plano B mais fantástico de sempre.

IMG_20200815_184324.jpg

 

 

 

 

IMG_20200815_201143.jpg

 

 

 

IMG_20200815_201451.jpg

IMG_20200815_201453.jpg

IMG_20200815_201508.jpg

IMG_20200810_125728_897.jpg

 

Mais umas férias passadas já com o olho nas próximas aventuras que este ano incerto nos reserva!

E o que aprendemos este Verão? Este maldito virus trouxe uma grande incerteza e reviravolta às nossas vidas mas com ele aprendemos também a usufruir ao máximo de tudo aquilo que a vida nos traz. 

E estas férias que há um mês atrás imaginávamos que nem sequer seria possível acontecer souberam-nos pela vida!

Venham muitos mais momentos destes em família. Porque são as memórias destes momentos em família o tesouro que quero deixar aos meus filhos.

E vocês o que fazem este Verão?

#euficoemPortugal

Boa viagem

Sofi

 

 

 

23
Ago20

Ilha Florida (parte I)

Olá meus queridos!

Este ano o covid trocou-nos as voltas às férias mas não somos de baixar os braços e por isso logo logo traçamos planos alternativos à grande viagem que tinhamos programada e que foi não cancelada mas sim adiada.

E porque este ano ainda mais que todos os outros é importante consumir português os nossos planos tinham claro de passar por este nosso belo país.

Assim, e depois de umas semana passada a Norte com a família, fomos apresentar aos miúdos à bela ilha florida da Madeira.

Inicialmente tinhamos pensado em ficar mais perto de casa e fazer uma roatrip pela nossa costa até ao Algarve mas depois lembramo-nos da Madeira, estivemos a ver as condições de segurança da viagem e resolvemos marcar.

Fomos com os nossos 3 pestes os meus pais e a minha cunhada e desde já vos digo que foi uma semana fantástica que me deixou só com pena de ter de voltar!

Antes de mais, e relativamente às exigências do Governo Regional da Madeira para qualquer pessoa que viaje para a ilha, no dia 1 de Julho a quarentena obrigatória foi eliminada. Todos os passageiros que chegam à região fazem um dos seguintes circuitos:

- Passageiro com teste PCR realizado previamente (até 72 horas antes da viagem) e validado pela Autoridade de Saúde - faz um circuito verde no aeroporto e está dispensado de realizar novo teste, mantendo sempre a vigilância por parte da autoridade de saúde;

- Passageiro sem teste - faz um circuito de cor azul no aeroporto e realiza teste PCR. Concluído o teste o passageiro regressa ao seu domicílio e ao hotel onde fez a sua reserva. Os passageiros que fizeram teste no aeroporto saem com a recomendação de cumprir com o confinamento até que lhe seja comunicada o resultado do teste (tempo estimado até as 12h).

Vejam a informação toda aqui, com indicação dos vários locais com protocolo com a Região Autónoma onde pode fazer o teste gratuitamente em vários locais do país (https://www.madeira.gov.pt/srs/GovernoRegional/OGoverno/Secretarias/Structure/SRS/ctl/Read/mid/6655/InformacaoId/66153/UnidadeOrganicaId/9/CatalogoId/0)

Nós o 5 como vivemos em Lisboa fizemos o teste no CEDOC 72 horas antes da viagem. Caso vivam em Lisboa deixo-vos o link do CEDOC para verem toda a informação relativamente ao local dos testes, horários e formas de agendamento de teste.

http://cedoc.unl.pt/solutions-view/testes-de-diagnostico-covid-19-a-quem-viajar-para-a-madeira/

Feito o teste e recebidos os resultados negativos era altura de fazer as malas e partir para mais uma aventura em família.

Já levava algumas dicas e roteiros traçados mas as dicas e conselhos de alguns amigos da Madeira foram preciosas!

No primeiro dia e como o nosso voo tinha saído muito cedo optamos por ficar no hotel, aproveitar o mar e a piscina e relaxar! Porque isso também são férias!

IMG_20200808_201634.jpg

Ficamos instalados no Pestana Carlton no Funchal (penso que neste momento é o único hotel do grupo Pestana que está aberto na Madeira).

Apesar de o hotel ter actualmente algumas falhas e estar longe já da classificação de 5 estrelas que lhe foi atribuído posso dizer que ficamos bem instalados. A localização é óptima para quem quer passear pelo centro do Funchal, a zona da piscina e da plataforma para o mar é excelente e os miúdos adoraram e o pessoal é todo bastannte atencioso e simpático.

No entanto o hotel está claramente a precisar de um "total refresh" e existem falhas nos serviços (não por falta de simpatia mas porque claramente o hotel está "understaffed" talvez para redução de custos) que não deveriam existir num hotel com classificação de 5 estrelas.

IMG_20200808_173614.jpg

Depois de uns bons mergulhos e de desfazer as malas fomos jantar ao restaurante Tokos (fica depois do hotel Porto Bay na direcção do Lido).

Fomos atendidos com uma simpatia extrema e jantamos super bem! Mas é uma dor de alma ver como alguns locais estão a sofrer com a falta de turistas. Esta situação serve apenas para que serviços como restaurantes, hóteis e outros que estavam mais voltados para turistas estrangeiros dêem mais valor ao turismo nacional que este ano é o que vai aguentando muitos negócios.

Domingo estávamos a planear uma visita ao Mercado dos Lavradores até me lembrar que o mercado está encerrado aos domingos, feriados e ao sábado a partir das 14h......!

Assim, andamos a passear pelo bonito centro do Funchal, pelos seus jardins cheios de plantas exóticas e bonitas praças, e depois regressamos para o hotel pela baía.

IMG_20200809_111748.jpg

IMG_20200809_120244.jpg

IMG_20200809_115656.jpg

A tarde foi passada no hotel entre mais mergulhos na piscina e no mar.

IMG_20200809_132529_1.jpg

À noite fomos conhecer um restaurante que nos foi recomendado por um amigo e que se forem à Madeira têm mesmo de conhecer: o restaurante "Lá ao fundo!". É top top!!

O Jaime (o dono) recebeu-nos com toda a simpatia e preparou-nos verdadeiras iguarias!! Desde um caldo maravilhoso com atum braseado, a um tártaro de atum de comer e chorar por mais até aos camarões africanos com arroz verde (sim...delicioso) com o equilíbrio perfeito de especiarias, até ao sempre maravilhoso bolo do caco, estava tudo uma delícia e saímos de lá a rebolar!

IMG_20200809_220820.jpg

IMG_20200809_221055.jpg

IMG_20200809_214623.jpg

No dia seguinte, depois de uns bons mergulhos na piscina e no mar e de uma manhã de SUP para os desportistas da família lá fomos nós visitar o Mercado dos Lavradores com as suas cores, cheiros e sabores exóticos. 

Mesmo nesta altura de pandemia (já estou tão cansada deste termo ....) é possível provar os maravilhosos e infindáveis maracujás, todos com sabores tão diferentes.

IMG_20200810_141822.jpg

IMG_20200810_141747.jpg

Almoçamos na esplanada no terraço do Mercado entre os pingos da chuva tropical (foi o único dia em que apanhamos chuva!) e para digerir as maravilhosas sandwiches nada melhor que uma bela poncha típica da Madeira!

Próxima paragem: o teleférico para subir ao Jardim tropical Monte Palace e para fazer o famoso percurso dos "carrinhos de cestos do Monte".

Para quem não sofra de vertigens a viagem de teleférico é maravilhosa, com uma vista única sobre as ruas e praças do Funchal e sobre a baía. À medida que vamos subindo em direcção ás encostas verdejantes, os prédios e edifícios vão sendo substituídos por montes e vales verdes!

IMG_20200810_163356.jpg

A descida nos cestos agora é feita de máscara! Existem dois pontos onde se encontram fotógrafos à espera para tirar uma foto de recordação do percurso! Peçam para vos avisarem para poderem baixar a máscara e tirar uma foto que possam guardar! A nós não nos avisaram por isso aparecemos de máscara na foto!

IMG_20200811_201010_357.jpg

Visitem o jardim Tropical do Monte Palace (nós desta vez não fomos porque já conhecíamos) mas é muito bonito e vale a pena conhecer!

Façam também o percurso entre o Monte Palace e o Jardim Botânico que pode ser feito também de teleférico! http://telefericojardimbotanico.com/monte-jardim/ 

O trajecto é muito bonito e uma visita ao jardim Botânico é também imperdível!

Depois de tanto passeio e depois da chuva passar estava na altura de voltar ao hotel e dar mais uns mergulhos!

Neste dia, e depois de um copo no clássico e tradicional bar do hotel Reid's jantamos num restaurante top, top, o Avista no Porto Bay!

O restaurante tem uma vista e um ambiente incrível e os pratos são todos maravilhosos!

Aqui falharam-me as fotos mas o jantar foi tão animado, com conversa tão boa que me esqueci de tirar fotos! 

Amanhã já vos conto mais aventuras desta família inquieta na ilha florida pois o post já vai longo!

Boa noite e boas viagens!

Sofi 

 

23
Jul20

Eu fico em Portugal!

Muitas vezes quando pensamos em férias paradísiacas vêm nos à cabeça ilhas tropicais longínquas, florestas densas na Ásia, templos mágicos na Indonésia, safaris em África, praias de areia branca e águas cristalinas nas Maldivas ou numa ilha da Tailândia.

Mas aqui mesmo no nosso ninho lusitano temos paraísos escondidos à espera de ser descobertos e alojamentos maravilhosos pelos 4 cantos do país quer vos apeteça partir à aventura com a família, uma escapadinha romântica a dois, sentir o cheiro a maresia ou embrenharem-se na natureza verdejante do interior. 

E neste ano tão especial que nos obrigou a esquecer as viagens longínquas e olhar para o que temos aqui mesmo ao nosso lado, que nos obrigou a parar, focar-nos na família, consumir mais local e passear "cá dentro", vamos lá partir à aventura e conhecer o nosso fantástico país.

Por isso, e porque tenho pesquisado muito alojamentos por este país fora para as escapadinhas que temos planeadas este ano, deixo-vos aaqui algumas ideias de sítios que já conhecemos e adoramos e outros sítios que estou mortinha por ir experimentar!

- Para aventuras em família:

1. A Herdade da Matinha (Cercal):

O sonho que Mónica e Alfredo idealizaram a primeira vez que viram este vale verdejante no Cercal é o local ideal para aproveitar a calma e lentidão do decurso do tempo no campo com as melhores praias da costa vicentina a dois passos.

Aqui podem fazer um retiro de Yoga, fazer um passeio a cavalo no campo ou à beira mar ao pôr do sol ou simplesmente saborear um belo copo de vinho no alpendre com boa música de fundo!

É um local que pela versatilidde e diferentes experiências que oferece é fantástico para usufruir em família ou a dois.

Foto Matinha.jpg

2. Terra do Sempre (Grândola):

Nesta casa podem viver as aventuras de Alice no pais das maravilhas, Tom Sawyer, Peter Pan e Robin Hood, sonhar com o amor de Romeu e Julieta ou "acampar" nas tendas África minha, Hakuna Matata ou Tarzan e Jane.

No Verão têm noites de jantar tipicamente alentejano preparado pela Dona Gertrudes e cinema no jardim para os mais pequenos, passeios à quinta da Dona Gertrudes para ver se nasceram novos patos, cabras ou ovelhas bebés, surf na praia do Carvalhal, yoga e massagens, passeios a cavalo no campo ou na praia.

As belas praias de Melides, Aberta Nova, Pêgo e Carvalhal estão a dois passos e se forem com os pequenotes podem sempre fazer uma visita ao Badoca Park!

IMG_9937.JPG

IMG_9955.JPG

IMG_9989.JPG

3. Zmar Eco Experience (Zambujeira do Mar):

Perto da Zambujeira do Mar e de Vila Nova de Milfontes este é um destino muito procurado por famílias que nós ainda não experimentamos. O hotel tem por base um conceito de sustentabilidade ambiental e proximidade das crianças com a Natureza. Têm 3 piscinas (uma de crianças, uma exterior com 100 metros e uma piscina interior aquecida de ondas!)

Manter a família ocupada não é difícil com bicicletas à disposição, campos de ténis e padel, circuitos de arvorismo, uma quinta pedagógica com vários animais, a Casa Kidz com workshops e ateliers para os mais pequenos....

Zmar eco.png

4. Ohai Nazaré (Nazaré):

Outro local que queremos muuuuito conhecer! Para quem vai com crianças o parque aquático e o parque infantil são o must deste hotel.

Se querem desfrutar da natureza perto das melhores praias de surf do país e conhecer a beleza da Nazaré têm de visitar este espaço.

E para quem tem amigos patudos em casa saibam que o Ohai é pet friendly. Aqui os vossos amigos patudos têm um circuito de agilidade à disposição e chuveiros.

5. Casas da Estação (Beirã Serra do Marvão):

Este é um dos locais que planeavamos visitar este Verão mas quando nos lembramos de começar a fazer marcações estava cheio. Além disso teriamos de levar a Becas (a nossa cadelinha) e neste espeaço não aceitam animais. (apesar do booking dizer que sim confirmei directamente com a proprietária).

As Casas da Estação ficam em frente da bela Estação de Comboios da Beirã e são o local ideal para explorar as maravilhas da Serra do Marvão. Em cada uma das casas disponíveis podem usufruir com a vossa família de um espaço relaxante e tranquilo onde podem desligar do mundo, com toda a segurança e mantendo se assim quiserem o necessário isolamento. 

- Para uma escapadinha romântica a dois:

1. Hotel and Croquet  (Ferreira do Alentejo):

Este hotel boutique com ar super british é um local super charmoso para usufruir de uns dias calmos a dois. Já anda a chamar por nós há uns tempos para um fim de semana romântico mas ainda não tivemos oportunidade de ir conhecer.

Os quartos têm entrada independente para maior privacidade dos hóspedes.

Para os afficionados disponibiliza um campo oficial de croquet aprovado pela Federação Mundial de Croquet.

hotel and croquet.jpg

2. Casas do Côro (Marialva):

Um amigo falou-nos neste espaço há uns dias e andamos ansiosos por marcar uns dias a dois neste hotel.

Estamos no entanto um pouco indecisos entre irmos sozinhos ou com a familia toda atrás porque a zona tem coisas lindas para visitarmos com os miúdos como a própria aldeia de Marialva e as pintura e museu de Foz Côa.

Vão ver o site, deliciem-se e planeiem uns dias de descanso e belos repastos e especialidades beirãs.

3. Quinta da Comporta (Comporta):

Este espaço emano o espírito boho-chic da Comporta que adoro! Também está na minha lista de locais "must go" com o maridão!

4. Areias do Seixo (A-dos-Cunhados, Torres Vedras):

Este hotel que consegue aliar o luxo e a simplicidade de uma forma brilhante vale a pena conhecer não só pelo maravilhoso espaço mas pela experiência gastronómica que oferece aos hóspedes.

Brindar à vida ao por do sol no círculo de fogo, dar um passeio de bicicleta,  ter uma aula de yoga ao ar livre com o som do mar a bater nas rochas são algumas das experiências que podem ter neste hotel que nos convida a desligar do mundo e ligar-nos à natureza e sentir o tempo andar mais devagar!

A voltar, certamente!!

5. Moinhos de Ovil (Baião, Douro):

Este paraíso perdido em Baião com decoração super cozy e rústica a transbordar charme convida a ir e ficar uns dias e esquecer a vida lá fora!

Deixo-vos estas palavras de Isabel Saldanha que descrevem bem o local: "Os Moinhos de Ovil têm essa magia, esse toque de pó de fada, esse brilho. E nós voltamos de lá mais PAN´s que Peter, deixámos os ganchos na corrente do rio e chegamos a Lisboa com a certeza que ainda temos alma de meninos perdidos. E que voltaremos, as vezes que forem precisas, para nunca nos chegarmos a encontrar. Só porque a graça da magia, dizem as fadas mais sábias…está no brilho da procura eterna."

 Este é um daqueles locais que ainda não conheço mas rapidamente tenho de mudar isso!

6. Vale do Gaio (vila do Torrão Alentejo):

Já estivemos neste espaço antes de ter a Benedita e a primeira imagem que me vem à memória é do maravilhoso terraço sobre a Albufeira do Vale do Gaio com refrescantes sprinklers por cima onde sabe bem almoçar ou beber uma bebida depois de jantar.

Comemos sempre maravilhosamente bem e fomos super bem recebidos!

Este é um espaço para usufruir do silêncio e descansar. Seguramente um local onde queremos voltar.

- Se não se importarem este ano de fazer uma pequena viagem de avião:

Quinta da Abelheira (Fajã de Baixo, São Miguel)

Este turismo rural em São Miguel convida a que os hóspedes se sintam confortáveis e em casa.

A Quinta beneficia de uma localização privilegiada com vistas para a montanha verdejante e o azul do atlântico e é o "quartel general" ideal para partirem à descoberta das maravilhas desta ilha esmeralda!

quinta da abelheira.jpg

Espero que gostem das minhas sugestões.

Estamos agora quase quase de partida para a primeira parte das nossas férias para uns dias em família a Norte onde vamos descansar, respirar ar puro e ganhar energias para a etapa seguinte: se tudo correr bem uma dia à Ilha da Madeira!

Depois conto-vos tudo!

Aproveitem bem o nosso país este ano! Façam as malas e partam à descoberta das maravilhas de Portugal!

Boa viagem 

Sofi

 

10
Jul20

Calcorreando os trilhos do xisto

Já há meses que andávamos a fervilhar, ansiosos por nos fazer à estrada, fazer as malas e viver novas aventuras, descobrir novos lugares mágicos!

O maldito virus trocou-nos as voltas às várias viagens (e eram muitas) que tinhamos programado para este ano, mas como não somos família de baixar os braços e nos encolher a um canto mal vimos que havia condições de segurança para passear no nosso país começamos logo a planear uma aventura em família!

Já há muito que queríamos visitar as Aldeias do Xisto e as maravilhar da Serra da Lousã e assim escolhemos o nosso destino!

Por razões de trabalho e familiares a viagem durou apenas 48 horas mas chegamos ao final com a sensação que o fim de semana tinha rendido por quase 5 dias inteiros! E nessas 48 horas comberam 1001 coisas!

Andamos às voltas com o trilho que iriamos escolher para fazer nas Aldeias do Xisto mas como neste fim de semana estava muito calor e não sabíamos qual seria a resistência da Mogli pequenina escolhemos a PR1 - a rota dos Moinhos, uma rota circular com 6kms que parte do centro da Lousã rumo ao Castelo da Lousã (ou Castelo de Arouce como é conhecido), passando pela Nossa Senhora da Piedade e pelos moinhos junto ao leito da Ribeira de São João.

IMG_20200704_115257.jpg

IMG_20200704_135458.jpg

Vejam os vários trilhos disponíveis aqui: Aldeias do Xisto.

Entre a Senhora da Piedade (local onde podem tomar uns belos banhos refrescantes numa das piscinas naturais com cascatas do local-não percam vale mesmo a pena!) e o Castelo vão encontrar indicações da Rota PR2 (se quiserem aventurar-se mais uns quilometros sigam esta rota até à bela aldeia do Talasnal e ao Casal Novo.

O trilho que fizemos é exigente para quem vai com crianças pequenas (ainda por cima disseram-nos que podíamos levar o carrinho para a Mogli e o maridão teve de o carregar a peso o tempo todo enquanto a Mogli ia a pé) mas a nossa Mogli portou-se como uma valente! E acreditem ou não fez a quase totalidade dos 6 kms a pé, subindo, descendo, entre lombas, vegetação e pontes levadiças (Go Mogli)!

IMG_20200704_143228.jpg

O trilho foi todo feito ladeado de vegetação verdejante e cascatas refrescantes e os quilómetros percorridos debaixo do calor abrasador foi recompensado com um banho refrescante nas piscinas da Nossa Senhora da Piedade.

IMG_20200704_143428.jpg

IMG-20200705-WA0056.jpg

IMG-20200705-WA0008.jpg

IMG-20200705-WA0013.jpg

IMG_20200704_152237.jpg

IMG-20200705-WA0007.jpg

IMG_20200705_123952.jpg

De seguida subimos até ao Castelo da Lousã (ou Castelo de Arouce com é conhecido) que se ergue majestosamente no topo da Serra da Lousã.

IMG_20200704_161156.jpg

A ideia seria depois descer novamente pelo trilho PR1 mas quando vimos que era possível descer por um passadiço que sai do lado direito do castelo e leva ao centro da Lousã com o calor que estava e a Mogli e um carrinho às costas não hesitamos!

De seguida fomos descobrir a Aldeia do Xisto do Talasnal. Se nunca estiveram nas aldeias do xisto vão! A aldeia é linda de morrer e parar e beber uma bebida fresca no bar do Talasnal Montanhas de Amor depois dos kms percorridos durante o dia soube-nos mesmo bem!

IMG_20200704_175948.jpg

IMG_20200704_180051.jpg

Depois do merecido descanso dos guerreiros era tempo de ir descobrir a nossa casinha na montanha e refrescarmo-nos antes de jantar.

IMG_20200705_093607.jpg

Jantamos no ex libris da zona: a Varanda do Casal. O restaurante além de uma vista linda sobre a aldeia de Casal de São Simão e as Fragas de São Simão tem pratos deliciosos e sobremesas de comer e chorar por mais.

IMG_20200704_204906.jpg

Pedimos o borrego estufado com migas e a vitela assada com arroz e batatas de forno acompanhadas de uns legumes óptimos!

IMG-20200705-WA0003.jpg

De sobremesa não percam a tigelada ou a torta de laranja (feitas em forno de lenha). São as especialidades da casa e fazem jus à fama que têm. Deliciosas!!

Ficamos instalados na Casa do Ouriço (deixo-vos o link do booking). A nossa casa parecia uma casinha de bonecas. O local mais requisitado da casa foi claramente a cama de rede que está no alpendre e que convida a uma sesta ou a um serão à conversa pela noite dentro!

IMG_20200705_095124.jpg

No dia seguinte e depois de um pequeno almoço maravilhoso (se tivesse aquele pão todos os dias em casa o que seria de mim ....) seguimos para as Fragas de São Simão para percorrer os novos passadiços (inaugurados 2 dias antes do nosso fim de semana) e tomar uns banhos refrescantes na praia fluvial das Fragas.

IMG-20200705-WA0044.jpg

IMG_20200705_113933.jpg

E em dias de calor como apanhamos não há nada melhor do que um banho refrescante nas águas frescas das piscinas naturais que caem directamente das cascatas!

Depois de tantos banhos e caminhadas eram horas de almoçar. Fomos ao restaurante Grelhados (a picanha é uma delícia e o bolo de bolacha também!).

Como no domingo estava um calor abrasador passamos o dia em banhos refrescantes e o destino seguinte foi a praia fluvial do Mosteiro. A piscina tem espaços verdes onde se pode descansar à sombra e uma extensa piscina natural com uma pequena cascata. Adoramos!

Se quiserem podem alugar uma canoa e dar um passeio.

Não podiamos regressar a Lisboa sem passar no Baloiço de Trevim para contemplar a vista e tirar a foto da praxe.

IMG-20200705-WA0060.jpg

Foi um fim de semana intenso em que tanta coisa coube em apenas 48 horas mas ainda ficou muita coisa por ver pois as aldeias do xisto estão cheias de maravilhas para descobrir e ficou um vontade enorme de voltar!

Aventurem-se, partam à descoberta do nosso país. Não é preciso ir muito longe para encontrar paisagens maravilhosas, locais paradisíacos dignos de cenários de filme. Descubram Portugal! Há tantos locais maravilhosos e cativantes para descobrir!

Boa viagem!

Sofi

 

 

 

24
Jun20

Safari na costa alentejana!

Olá a todos!

Espero que estejam todos bem e cheios de saúde.

Por aqui como já vos tinha dito começamos a desconfinar devagar e com alguns passeios em família e idas à praia (na maioria das vezes para acompanhar o surf dos mais velhos) e sempre com muito cuidado por causa do maldito vírus.

Estou sempre à procura de programas novos que nesta nova "normalidade temporária" possamos fazer todos e cada vez é mais difícil, por causa da diferença das idades, encontrar aventuras aliciantes que agradem a todos ao mesmo tempo.

Por causa deste virus maluco que não nos larga os programas que tenho magicado têm sido todos não muito longe de casa a desvendar segredos deste nosso belo país ou a revisitar sitios de que já tinhamos saudades.

Já fizemos passeios pela baixa lisboeta a pé (aproveitando esta época rara, e espero que passageira, em que a cidade está despida de turistas), fomos conhecer umas cascatas aqui bem perto, já fizemos picnics nos nossos jardins preferidos, já fomos à praia.

Mas esta mãe inquieta está sempre a inventar novos passeios.....

E já há algum tempo que queria voltar ao Badoca Safari Park e agora com a Benedita já com 3 anos achei que era a altura ideal. Além disso é um espaço plenamente ao ar livre e por isso o local ideal para um passeio em família onde animais selvagens e viver num registo de quase reserva natural e as necessidades actuais de distanciamento social se aliam na perfeição!

IMG_20200621_114419.jpg

Levamos um picnic para a família e lá fomos estrada fora em mais uma roadtrip em família.

O espaço está super bem organizado e todas as regras de segurança e higiene são cumpridas por isso podem ir sem qualquer problema e o parque e os seus habitantes selvagens bem precisam da vossa ajuda!

Fizemos um safari no meio de búfalos, girafas, impalas e avestruzes, assistimos à alimentação dos lémures, visitamos a ilha dos primatas, embrenhamo-nos na floresta amazónica, os miúdos experimentaram o rafting africano. A Benedita matou saudades de um parque infantil (e este acho que sem dúvidas foi o momento mais feliz do dia para a nossa Mogli).

IMG_20200621_151708.jpg

IMG_20200621_122313.jpg

IMG_20200621_121943.jpg

IMG_20200621_132540.jpg

IMG_20200621_153417.jpg

IMG_20200621_161104.jpg

IMG_20200621_162741.jpg

No final do dia, e antes de regressar a Lisboa, ainda houve tempo para ir conhecer a Praia da Aberta Nova. A praia é linda com um areal enorme de areia branquinha e fininha repleta de conchas lindas! Ficou a vontade de voltarmos com mais tempo para um dia de praia à séria!

IMG_20200621_174712.jpg

IMG_20200621_221933_256.jpg

IMG_20200621_180450.jpg

Foi um dia em cheio aproveitado até ao último minuto!

Mal podemos esperar pela próxima aventura em família! Já no início de Julho temos um fim de semana de passeio em plena Serra da Lousã planeado com percursos mágicos para descobrir. 

O que o resto do Verão nos reserva ainda não sabemos...mas nas próximas duas semanas vamos finalmente decidir a nossa vida....e logo logo darei notícias!!

Além disso a nossa família em breve vai aumentar......A cadelinha mais querida, patuda e amorosa do mundo está quase a juntar-se à família e às nossas intrépidas aventuras.

E vocês? Já têm planos para este Verão? Sei que este é um ano insólito e único mas mesmo que não tenham a possibilidade de tirar férias fora de casa pensem que mesmo à vossa volta há sitios lindos à espera de serem descobertos, trilhos maravilhosos prontos a serem desbravados, praias desconhecidas com areais lindos prontos para receber as vossas pegadas, vilas mágicas cujas ruas merecem ser calcorreadas, jardins escondidos à espera de receber as vossas cestas de picnic.

E para quem quiser e puder aventurar-se fora de casa estou também já a preparar um post com locais fantásticos onde podem ficar alojados por este país fora e que vão querer conhecer!

Bons passeios!

Sofi

 

21
Mai20

Desconfinar....e agora?

Olá a todos!

Tenho andado desaparecida do blog mas com 3 crianças em casa, todas as tarefas domésticas e a mais pequenina com 3 anos sempre colada às minhas pernas não tem sido fácil vir aqui escrever....mas estava cheia de saudades deste nosso cantinho!

Começamos agora a desconfinar....devagar para irmos ganhando confiança, mas a cada dia respiramos um pouco melhor!

Não sei se sentiram o mesmo que eu mas cada vez que iamos à rua dar um passeio parecia que as cores eram mais fortes: o céu mais azul, a relva mais verde e o sol mais brilhante (quando não chovia ;)).

Agora que as portas da nossa "prisão domicilária" começaram a abrir é natural que, há medida que ganhamos mais confiança, comecemos a fazer planos de passeios um pouco maiores (que não sejam apenas uma ida rápida ao jardim ao lado de casa).

E agora? O que podemos fazer, onde podemos ir?

Sabemos que ainda temos de guardar algum distanciamento social pois a batalha contra este virus maldito não está completamente vencida. Mas este nosso país que é pequeno mas que é tão bonito tem tesouros escondidos de lés a lés, da costa ao interior e de norte a sul que merecem ser desvendados.

Da nossa parte o ano começou cheio de planos de viagens que se foram desfazendo à medida que a situação do covid se foi desenrolando!

Para mim que adoro planear viagens, traçar roteiros, fazer planos de novas aventuras, estes têm sido meses de desplanear, desmarcar, adiar.... E cada cancelamento ou adiamento de planos é como uma alfinetada no coração! Sim...bem sei que tem de ser assim, que neste momento é o que tem que ser, mas....bolas, tinhamos tantos planos para 2020!

A viagem do Verão à Turquia (com passagem por istambul, Capadócia e a Costa Lycia) ainda está marcada a aguardar por mais notícias....vamos ver. Mas de qualquer forma já estamos a pensar em planos B caso o cancelamento/adiamento seja a única solução!

E claro que um plano B passa sempre pelo nosso país.

Já tenho uma lista infindável de sítios lindos que adorei e por onde gostava de passar nestas férias: as hipóteses vão desde umas semanas de descanso na Costa algarvia junto a Tavira, uma roadtrip pela costa alentejana, um passeio pela natureza no maravilhoso Gerês ou pelas aldeias do Xisto.

Como adoramos praia mas somos também amantes de uns bons passeios pela natureza as férias poderão passar por um misto entre uns dias de praia e uns dias de descanso no interior com passeios pela natureza, descoberta de cascatas e trekkings maravilhosos!

Mas ainda tenho uma réstia de esperança de poder contemplar esta paisagem este ano!

Taskonaklar Capadocia.jpg

Baloes capadocia.jpg

Se não der já decidimos que no próximo ano faremos a viagem tal como estava programada este ano! Veremos.....

Agora que começamos a sair mais de casa tenho programado já para os próximos fins de semana alguns passeios fora de Lisboa. A ideia é visitarmos sítios mais isolados e fugirmos de concentrações de pessoas (mesmo quando formos à praia!).

E perto de Lisboa há sitios lindos para conhecer, alguns bastante conhecidos, sim, mas há também algumas pérolas escondidas que merecem uma visita em família!

Se não forem de Lisboa procurem por sítios a visitar perto da vossa localidade! O nosso país repito tem coisas linda para serem conhecidas nos seus 4 cantos - e se precisarem de dicas digam....estou cá para vos ajudar!

Assim os primeiros locais que estão na lista para uns passeios de fim de semana perto de casa são:

1. Fazer os passadiços do Tejo no Parque Linear Ribeirinho da Póvoa de Santa Iria. É um passeio único, com a extensão de cerca de 6 kms, em plena Lezíria do Tejo;

2. Visitar as Salinas de Samouco, em Alcochete. Conhecer o local que já foi núcleo de produção de sal em Portugal e fazer o trilho do flamingo.

A visita pode ser feita com e sem guia (embora actualmente penso que as visitas guiadas estão suspensas).

3. Um passeio pelo centro histórico de Óbidos com direito a ginginha para os pais e pela Lagoa de Óbidos, seguido de uma incursão pela costa com paragens em São Martinho do Porto, Foz do Arelho e no Baleal.

4. Conhecer a Aldeia da Mata Pequena e as Cascatas do Rio Mourão. Este local não é muito conhecido e é muito bonito. Existem vários trilhos que podem ser feitos para conhecer a região de difculdade reduzida pelo que podem ser feitos por toda a família.

5. Conhecer o Convento da Arrábida e explorar o Parque Natural da Arrábida. O convento pertence actualmente à Fundação do Oriente e a visita tem de ser marcada antecipadamente.

6. Visitar Palmela. As festividades mais importantes de Palmela (região vinícola de produção do vinho moscatel) são as Festas das Vindimas que se realizam no início de Setembro, pelo que esta será a melhor altura para a visitar.

7. Fazer uma caminhada em família pelos trilhos da Serra de Montejunto. Fica a cerca de 65 kms de Lisboa e é o ponto mais alto da região vinícola da Estremadura.

8. Ir a Constância e percorrer as margens do Rio zêzere à procura dos seus segredos, cascatas e praias fluviais.

Para além disso planeamos fazer muitos piqueniques em jardins de encantar e magicar dentro do possível e do permitido idas a praias sossegadas que na nossa bela costa queremos visitar (e que permitam manter as regras de distanciamento social).

Pelo meio temos mais um retiro, desta vez com amigos que queremos há muito rever, planeado, e assim se vão passando estes estranhos meses de 2020.

À medida que formos fazendo os nossos passeios vou partilhando os mesmos e dicas inmportantes aqui e no meu instagram, por isso estejam atentos!

E vocês? Já começaram a desconfinar? Já têm passeios por este nosso país programados? Contem-me tudo!

Bjs virtuais a todos!

Bons passeios!

Sofi 

 

 

 

 

02
Abr20

Fiquem bem!

Olá a todos!

É verdade tenho andado desaparecida do blog, desculpem! Desde que esta questão do Covid se complicou por cá tenho andado mais voltada para os meus e não tenho vindo aqui alimentar este meu filhote, este projecto tão querido nascido em 2019 e para o qual tinha tantos planos que, nestas circunstâncias ficaram adiados.

Na verdade acho que no início fiquei um pouco zangada com  esta situação que nos apanhou, pela sua rápida evolução, a todos de surpresa. Até entrar em "modo cruzeiro" nesta quarentena sem data para terminar confesso que andei sim, zangada, angustiada e até revoltada com tudo isto e esse estado de espírito não foi terreno fértil para a minha inspiração para a escrita florescer. 

Agora estamos todos mais tranquilos, as rotinas mais instaladas, a vida....dentro do possível, a voltar ao normal. Mas na verdade, nada nisto tudo é normal. Nunca, nem sequer em pesadelos, alguém teria imaginado viver em Portugal uma situação destas.

De repente a nossa vida ficou em pausa. Sempre nos ensinaram a fazer, ir, arregaçar as mangas e agora o que nos pedem para nos salvarmos a todos é apenas para ficar! Todos os nossos planos e projectos suspensos ....mas não mortos. Apenas adormecidos à espera de melhores dias para virem cá para fora espreitar o sol e medrarem!

Mas no meio de toda a angústia e da incerteza do que o futuro nos reserva, dentro das suas 4 paredes as famílias têm-se reinventado. Da quarentena, e a somar às obrigações de trabalho que já impendem sobre cada um, floresceram cozinheiros, professores, artistas e decoradores, jardineiros, handy-mens (e handy-womens) para todo o serviço, costureiros, músicos, vizinhos solidários, etc, num malabarismo constante e incessante.

Esta quarentena está a ser desafiante para as famílias, e falando do meu ponto de vista pessoal, especialmente desafiante para quem tem uma família numerosa fechada entre quatro paredes, debaixo do mesmo tecto, 24 sobre 24h. A minha filha mais velha confidenciou noutro dia que o que precisava mais era de ver e falar cara a cara com outras pessoas que não fossemos nós....Como a percebo!!

Assim, e para além do teletrabalho e das obrigações escolares (os meus filhos como andam numa escola internacional ainda estão em aulas e só terão férias no final de Abril), aqui em casa é preciso encontrar actividades próprias para vários gostos e idades (13, 12 e 2 anos).

Deixo aqui uma lista de algumas ideias de actividades que se adequam a diferentes idades e gostos (algumas já fizemos outras ainda estão na nossa "wish-list" para esta quarentena:

  • Vão buscar os vários jogos de tabuleiro que têm em casa (Monopólio, Party & Co, etc) e façam um serão de jogos;
  • Noite de cinema com direito a pipocas (podem escolher os filmes consoante a idade dos membros da família);
  • Os tradicionais jogos de cartas - existem inúmeros jogos capazes de entreter uma tarde inteira; 
  • Existem inúmeros museus que estão a disponibilizar visitas virtuais. Aproveitem e conheçam alguns museus que ainda não tiveram oportunidade de visitar ou matem saudades dos museus de que mais gostam. Vejam este link: https://lisboasecreta.co/25-museus-virtuais-visitar-sofa/. A escolha vai desde o Museu Calouste Gulbenkian, Museu dos Coches, ao Mosteiro da Batalha até opções mais internacionais como o Museu do Louvre, o Smithsonian (em Washington), ou a Capela Sistina, entre outros.
  • Para os mais pequenos vejam a página da Cativar - Teatro para a Infância no Facebook ou da Musicalmente - com concertos para bebés live em sinal aberto aos Domingos;
  • Fazer uma aula de ginástica em família (existem imensos treinos disponíveis online - vejam o intagram da @newme.pt ou do @treinoemcasa - ou então vejam se o vosso ginásio habitual disponibiliza aulas virtuais);
  • Nesta fase vale tudo por isso dentro de casa a pequena já andou de triciclo, jogam à bola, brincam à apanhada, às escondidas, até ping pong já se jogou na mesa da cozinha! É basicamente o vale tudo....bem quase tudo que a pacência desta mãe não é infinita!
  • Incluí-los nas actividades domésticas (fazer camas, limpeza, encher e esvaziar máquinas da louça, etc). Mantêm-nos entretidos e vão ser uma ajuda preciosa!
  • Cozinhar: bolachas, bolos (ai as calorias!!!) ou fazerem todos juntos o almoço ou o jantar;
  • Aproveitar para reorganizar os quartos dos miúdos e retirar o que já não usam para dar a quem precisa. Claro que as doações vão ter de esperar por melhores dias, mas nesta fase em que passam todos mais tempo em casa vai saber bem ter os espaços mais organizados e livres de tralha inútil ou de que já não precisam.

Por aqui não planeamos demasiado os nossos dias (não temos calendários com horas definidas para fazer isto ou aquilo). As manhãs durante a semana para os mais velhos são de estudo e nessa altura brinco com a mais nova, fazemos trabalhos manuais, puzzles, jogamos à bola no pátio do prédio, fazemos plasticinas, isso tudo entre os afazeres domésticos normais. O tempo livre vai-se desenrolando consoante a vontade de cada um, com mais ou menos actividades consoante os dias (sendo que os mais velhos já tem necessidade de ter momentos só deles durante o dia).

Há dias em que o meu coração se aquieta outros em que desespera com a espera sem fim.....

E depois vêm as noites calmas, quando as crianças já dormem, em que me enrosco à minha cara metade e vemos uma série, resguardados no nosso ninho, protegidos das agruras do mundo lá fora! 

Estamos todos em fase de aprendizagem e aquilo que cada um vai retirar desta experiência será algo só seu. Não sei se vamos ficar todos bem pois até lá o caminho vai certamente ser sinuoso, mas com força e preserverança havemos de chegar a um dia melhor...e cada dia falta menos um dia para isso!

Entretanto é tempo de nos adaptarmos a esta nova realidade que nos é estranha e dificilmente se entranha e aproveitarmos este "estar" e "ficar" antes de voltar à pressa do "ir"!

IMG_20200225_154758.jpg

A foto é de um dos nossos passeios de Fevereiro. Momentos felizes de uma liberdade que dávamos por tão garantida a que anseio voltar!

Fiquem bem! 

Sofi

Sobre a blogger

foto do autor

Pesquisar

Sigam-me

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Comentários recentes

  • Sofi

    Olá! Ainda bem que gostaste das dicas! Bjs grandes...

  • Anónimo

    Boas sugestões,e o tempo no Porto está óptimo! Bji...

  • Sofi

    Que bom saber que gostou! é muito bom receber o vo...

  • Tri

    Gostei das sugestões.Obrigada pela partilha.

  • Sofi

    Que bom! Fico muito contente. Em breve publico a c...

Arquivo

    1. 2020
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 2019
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D